Fernando Miguel Jalôto

Membro fundador e Director Artístico do Ludovice Ensemble. Colabora com agrupamentos como Oltremontano, La Galanía, La Colombina, Capilla Flamenca, Collegium Musicum Madrid, Ensemble Bonne Corde, Ensemble Allettamento, e Real Câmara, entre outros. Apresentou-se a solo e como continuista com o Coro e a Orquestra Barroca Casa da Música, Coro e Orquestra Gulbenkian, Divino Sospiro, Lyra Baroque Orchestra, Real Escolania de San Lourenço d’El Escorial, Orquestra da Radiotelevisão Norueguesa, Camerata Academica Salzburg, Orquestra de Câmara da Sinfónica da Galiza, Real Filarmonia da Galiza, Orquestra Sinfónica do Porto, Orquestra Metropolitana de Lisboa, entre outros. Gravou para a Ramée/Outhere, Brilliant Classics, Dynamic, Harmonia Mundi, Glossa Music, Parati, Anima & Corpo, Conditura Records, Mezzo, ARTE e RTP. Ofereceu recitais a solo de órgão e cravo em Portugal, Espanha, Bélgica, Reino Unido e Países Baixos. Como Maestro al Cembalo dirigiu grandes obras de Monteverdi, Bach, A. Scarlatti, Charpentier, Lully, Bourgeois, e Rameau, em salas como a Fundação Gulbenkian, o CCB e os festivais de Bruges e Utrecht. É tutor e maestro do curso de ópera barroca de Benslow (Hitchin, Reino Unido) e do Projecto Lisboa 1740 (Catalunha). Estudou no Conservatório Real da Haia (Países Baixos) com Jacques Ogg — Bachelor e Master Degrees em Cravo e Práticas Históricas de Interpretação — estudando ainda órgão barroco e clavicórdio. Frequentou master-classes com Gustav Leonhardt, Olivier Baumont, e Ilton Wjuniski, entre vários outros. É Mestre em Música pela Universidade de Aveiro e doutorando em Ciências Musicais na Universidade Nova de Lisboa.

Concertos

Dos esplendores de Veneza às brumas do Báltico – música sacra italiana e alemã do século XVII

31 Outubro 2023
21:30